Curta e fique por dentro!

[Resenha] A Garota no Trem.



Título original: The Girl on The Train
Autor (a): Paula Hawkins 
Editora: Galera Record
Ano: 2015
ISBN: 9788501104656

Sinopse: Um thriller psicológico que vai mudar para sempre a maneira como você observa a vida das pessoas ao seu redor. Todas as manhãs, Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas dágua, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes a quem chama de Jess e Jason, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess na verdade Megan está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota No Trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.

"Perdi controle sobre tudo, até sobre os lugares dentro da minha cabeça."

Todos os dias, Rachel embarca no trem que segue em direção ao centro de Londres, durante o percurso ela olhava pela janela e imaginava como era a vida dos moradores daquela região. Uma casa em particular chama a tenção dela, é a casa que fica de frente ao local onde o trem faz uma pausa de alguns minutinhos, por conta do sinal. De tanto observar a vida do casal que mora ali, ela deu nomes a eles e criou uma história.

Numa certa manhã, Rachel se deparou com a mulher que morava na casa que observava, aos beijos com um homem que não era o seu marido, e ficou revoltada com essa traição. Ela até tenta ver melhor a cena, mas aí o trem começa a andar. Isso a incomoda durante todo todo o dia, não consegue acreditar que um relacionamento supostamente perfeito tenha fim, porque Jess (nome que colocou na moradora) não conseguiu ser fiel.

Na segunda-feira, seguinte ao que presenciou, Rachel descobre que Megan (a quem chamava de Jess) estava desaparecida, ela quer contar a polícia o que viu, porém como irá explicar que observava a casa sem parecer uma maluca? Ela passa a acompanhar cada notícia que sai sobre o caso, e até começa a investigar por conta própria.

Rachel começa a ter flashbacks sobre a noite do desaparecimento de Megan, contudo as imagens não são precisas e estão muito confusas. Mesmo querendo saber o que aconteceu com Megan e ajudar a polícia a encontrá-la, ela sabe que seu histórico falará mais alto.

"O vazio dentro de mim, o vazio que eles deixaram, vai ficar cada vez maior até me consumir."

O auê que fizeram quando esse livro foi lançado foi sem tamanho. E ao mesmo tempo que minha curiosidade gritava, meu receio em ler livros no hype falou mais alto, e que bom que não li o livro naquela época, pois as expectativas que eu tinha em torno da história poderiam ter me deixado frustada.

Rachel é uma personagem de quem eu não gostava no começo, eu me perguntava como uma mulher tão inteligente poderia ter deixado a vida chegar aquele ponto e quando descobri toda a história da vida dela, eu senti uma enorme empatia pela personagem. Era alguém que não fez nada para merecer o que teve, e que infelizmente perdeu o rumo na vida. O desenvolvimento dela foi um fator fundamental para eu ter gostado tanto do livro, sua história foi retratado de modo real, crível.

Megan foi o personagem mais mal interpretada do livro. A autora criou a imagem de irresponsável, traidora, impulsiva e mentirosa para a personagem, e acredito que isso tenha confundido muitos leitores, eu mesma me questionava o tempo todo se ela estava desaparecida de verdade. Julguei a Megan muito mal e ao saber de toda sua história, fiquei muito triste, pois ela era só uma mulher danificada, que não aprendeu o que era amor de verdade.

Apesar delas duas serem as principais, há outros personagens que serão importantes para o desfecho do mistério. Não quero falar muito sobre eles, porque sinto que não conseguiria me conter e é provável que eu deixasse escapar algo, mesmo que sem querer. No entanto, deixo uma dica sejam igual a Rachel, observem!

O ponto extra positivo do livro é como a autora vai pregando peças no leitor, você acha que sabe de tudo e ao virar a página vê sua teoria ruir. Descobrir o que realmente aconteceu no dia do desaparecimento causa um frenesi no leitor tão grande que é impossível largar esse livro. Passei a madrugada lendo e só larguei o livro quando acabei.

Mesmo tendo sido genial o modo como o mistério realmente aconteceu, eu senti que a pessoa responsável por tudo foi um tanto previsível. Não sei se é porque assisto seriados polícias demais ou se porque prestei bastante atenção aos detalhes. Entretanto, isso não tornou o livro ruim, foi só algo que me intrigou. Por isso, aconselham a controlarem as expectativas.

A narrativa desse livro é um grande contribuinte para ele ser tão bom. Pois, se alterna entre passado e futuro e pontos de vistas diferentes, e sempre que algo importante estava para ser revelado o ponto de vista mudava e ao invés de causar frustração, só instigava o leitor a ler mais.

A Garota no Trem é o tipo de livro que te transporta para dentro da história, que te fará desconfiar até de sua própria sombra haha, que sugara todos os momentos livres que o leitor tem, porque você PRECISA saber o que aconteceu. É um livro bem construído, com uma narrativa leve o que tornar uma leitura rápida, tem personagens muito intrigantes e um enredo de matar.


Beijos e até o próximo post!

24 comentários:

  1. Olá!
    Esse livro S2
    Estou super curiosa sobre a história justamente por ter essa relação com a perspectiva da garota no trem. O que será que ela poderá concluir com suas observações?
    Adoro suspenses e histórias que transportam para dentro do livro, como vc menciona.
    Tá na lista infinita haha
    Bj

    ResponderExcluir
  2. Olá! A garota do trem. É daquele livro, que todo mundo ama, mas que particularmente, não me atrai. Sim me sinto uma ET por conta disso. Li sua resenha, entre tantas outras, mas nada me cativa. Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Essa obra está bem no topo dos meus desejados, pois eu sou muito fã do gênero e pelo que li nas diversas resenhas da obra, eu irei me apaixonar sem dúvidas pelo enredo. O filme eu cheguei a ver só os trailers mesmo, mas também pretendo vê lo. Adorei ler sua resenha
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu adorei esse livro, mas confesso que o filme me desceu melhor. Não sei. Algumas histórias eu sempre acham que ficam melhores no cinema, e essa foi uma delas. Não que o livro não seja mais completo e melhor... mas a história é mais visivel que imaginativa, entende? hahahaha.
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Poxa estou com esse livro no meu Kindle tem alguns meses já e sempre enrolo. Também vi algumas resenhas dizendo que a história é um tanto previsível, por isso sempre fico enrolando heheh

    Mas como você bem disse, o mistério cativa muito e nos faz ler o livro todo. Está aqui na minha fila e esse ano vou ler ainda!!

    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Thay! Adoro quando os livros de suspense nos surpreendem a ponto de não ser nada parecido com as nossas deduções haha. Já faz um tempinho que tenho curiosidade de ler esse livro, ainda mais agora após ler a sua resenha que está muito completa. Obrigada pela dica, bjss!

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho esse livro lacrado na minha estante a sua resenha me motivou a ler ele,não sei se vale todo o auê feito em torno dele,mas histórias que envolvem algum mistério em sua maioria são interessante, espero que esse seja o caso.

    ResponderExcluir
  8. Oiii Thay tudo bem?
    Menina eu tenho muita vontade de ler esse livro, eu apenas assisti ao filme e de certo momento achei a atriz principal meio sem sal, mas eu tenho esperança que no livro seja diferente e eu vá gostar muito, aliás, quem não gosta de um mistério? Dica anotada.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Que bom que você gostou do livro porque eu adorei quando li e não desconfiei de quem era a culpa, até realmente a autora nos apresentar. Também gostei bastante do filme e acho que a atriz representou muito bem a Rachel.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oiii tudo bem??

    Li o em águas sombrias dela, e gostei bastante. Já este nunca realizei a leitura, e esquivei bastante de resenhas na época. Adorei conhecer um pouco mais da história pelo seu ponto de vista e fiquei muito curiosa para ler.
    Adoro odiar personagens e depois sentir empatia, passei por isso em águas sombrias tbm pela Nel.
    Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Ai esse livro parece ser tão bom! ~todas as resenhas que li dele falavam maravilhas, assim como a sua :) Talvez essa forma da autora em mostrar uma personagem do jeito que ela realmente não era (no caso, a Megan), tenha sido ua estratégia de contensão da autora para quando fosse contar a história dela de verdade... Enfim, esse livro está na minha lista há algum tempo, talvez eu finalmente consiga ler nesse final de ano hehe
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oiii!!

    Eu ouvi esse livro é AMEI! Foi a melhor experiência... É uma obra que mexe com a gente! Me encantei com o enredo e adorei reviver com sua resenha.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Oiee, tudo bem? Eu li esse livro no ano passado e não gostei muito não. A narrativa é o ponto alto, porém o mistério em si e sua resolução não me empolgaram em nada :/ Esse ano li outro livro dela, Em Águas Sombrias, e amei muito, mas também não curti o final, então acho que meu problema é com os desfechos da Paula Hawkins. Gostei bastante de conferir tua opinião!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Hello!!
    Eu ameiii o suspense criado em A Garota no trem, achei o jeito de narrar mto bom e divido em capitulos que deixam a gente bem intrigado.
    Eu gostei mais do livro do que no filme, acho que o suspense foi maior na leitura.
    Mas amei e recomendo tb.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  15. Oi, Thay!
    Ainda não li esse livro por ele parecer ser um divisor de águas. Algumas pessoas superestimaram tanto a história, que no final saíram decepcionadas. Meio que na época estavam vendendo ele como um novo "Garota Exemplar", mas a história era muito aquém, e por isso não me animei tanto em ler.
    Vendo a sua resenha, porém, eu já posso ter uma perspectiva mais realista do que esperar, muito boa a sua dica!
    Bjos!
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
  16. Eu não sou de ler livros desse gênero, sou uma fã de um bom romance. Até hoje me pergunto porque não tenho vontade de ler algo assim e realmente não sei a resposta. O ultimo livro que li de "suspense" foi Anjos e Demônios.

    Depois que li a sua resenha acho que devo dar mais chance a esse gênero literário. Curti muito a sua resenha e vou anotar esse livro pra próxima lista de compras.

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. oi, que bom que essa leitura foi tão positiva para você. confesso que coloquei expectativas demais e acabei me decepcionando, mas concordo com você quanndo fala que os personagens são bastante críveis e que a autora nos prega peças o tempo todo.

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Tanto esse livro como o filme são bem populares, mas apesar das inúmeras críticas maravilhosas eu não me atrai a ponto de ler. Acredito que seja justamente por essa alternação de passado e presente, fico muito agoniada haha Mas se você gostou e achou que isso é um fator que contribuiu para a obra ser tão boa, então está tudo bem ❤️❤️❤️
    Um beijo

    ResponderExcluir
  19. Olá...
    Esse livro foi o que me fez viciar em thrillers psicológicos! Não tinha muito o hábito de ler livros nesse genero, mas, depois de ler esse livro virei uma amante do gênero :)
    Também me joguei na história, duvidei de tudo e todos e fiquei fascinada com tudo que a autora criou... Amei demais essa leitura!
    Bjo

    ResponderExcluir
  20. Oi!
    Eu sempre tive vontade de ler esse livro, mas acabei deixando ele de lado porque as pessoas sempre falam que o final é previsivel, e eu odeio isso hahahaha.
    Mas enfim, mesmo assim parece ser uma leitura interessante, ainda mais por ela desconstruir sua teoria a cada nova página

    ResponderExcluir
  21. Oie! Tudo bem?

    Estou bem interessada nesse livro, principalmente por ter saido um filme baseado nele, acho a proposta da obra muito boa, mas já li criticas negativas também acima dele, mas futuramente irei dar uma chance a obra!

    Bjss

    ResponderExcluir
  22. Eu li esse livro no lançamento e amei, foi uma das melhores leituras de 2015.
    Ao contrário de você não fiquei com nenhuma pena de Megan, porque por mais que ela tenha sofrido ela tinha sim um caráter dúbio e a autora deixou isso bem claro.
    A autora é maravilhosa e até já li Em Águas Sombrias, que adorei também!

    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Olá!

    Eu to com ele aqui, por isso só passei o olho em sua resenha. Queria ver o filme mas não tive a oportunidade. Parece ser um livro e tanto!

    ResponderExcluir
  24. Olá! Preciso criar vergonha na cara e ler o mais rápido esse livro, tenho ele e ainda não li rs. Já vi o filme e curti muito! Espero que o livro também seja bom.

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo