Curta e fique por dentro!

[Resenha] O som do amor.



Título original: Night Music
Autor (a): Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Ano: 2016
ISBN: 9788551000663

Sinopse: Matt e Laura McCarthy são obcecados pela ideia de herdar a Casa Espanhola — uma construção malcuidada e quase em ruínas no condado de Norfolk, interior da Inglaterra, que tem um valor simbólico para os moradores locais. Para atingir esse objetivo, Laura, a mando do marido, faz todas as vontades do velho Sr. Pottisworth, o proprietário. Entretanto, como o homem nunca deixou nada por escrito, quem acaba por herdar a casa é uma parente distante, Isabel Delancey. Primeiro violino na Orquestra Sinfônica Municipal, em Londres, Isabel tinha uma vida tranquila com seus dois filhos e o marido, mas tudo virou de cabeça para baixo quando ele morreu em um acidente de carro e deixou uma grande dívida. Sua única oportunidade de recomeço é fincar moradia na Casa Espanhola — algo que o casal McCarthy vai tentar impedir a qualquer custo. O som do amor é um romance sobre obsessão, manipulação, segredos e paixões. Por meio de personagens carismáticos e capazes de tudo para realizar seus objetivos, Jojo Moyes mantém seu estilo inconfundível em uma brilhante história de recomeços.

"Depois de nove meses, conhecia esses momentos: a perda a atingia sem qualquer delicadeza, sem qualquer aviso. Não havia nada delicado no sofrimento. Ele atingia a pessoa feito uma onda, arrastando-a, ameaçando levá-la para o fundo do mar." 

Isabel Delancey é mãe, dona de casa e toca violino. Ela é do tipo de pessoa que focava demais na música e não ligava muito para o que estava acontecendo a sua volta. Seu marido, Laurent, não a pressionava para ser uma dona de casa, mãe e esposa melhor, ele a deixava aproveitar ao máximo o dom que tem.

Infelizmente, Laurent morreu num acidente de carro e Isabel descobriu que ele tinha contraído muitas dívidas, ela que nunca na vida se preocupou com dinheiro, está tendo que administrar o pouco que lhes resta e tentar manter a família alimentada e com um teto sob a cabeça. E é quando Isabel descobre que um parente distante morreu e lhe deixou uma casa. Não é qualquer casa, e sim, a Casa Espanhola. Isabel tem lembranças (de quando era criança) do quanto a casa era bonita, e por isso resolveu se mudar para lá, mas a realidade é algo duro de digerir.

Laura e Matt McCarthy estão casados há um bom tempo. Matt sempre desejou comprar a Casa Espanhola e de tanto falar sobre isso, Laura também passou a ter expectativas quanto a casa. Durante anos, Laura cuidou do Sr. Pottisworth, proprietário da casa, acreditando que ele iria lhe deixar a casa, mas, grande foi a sua surpresa ao saber que no testamento a casa estava no nome de outra pessoa.

Matt, então, coloca como meta dar um jeito de fazer com que Isabel sai da casa, não importando o como, Laura concorda com o marido. No entanto, o desenrolar dessa história surpreenderá a todos.

"Byron notou o sofrimento no rosto dela, o choque e a tristeza sob aquela aparência feroz. Um animal ferido atacava qualquer pessoa."

Sou suspeita para falar dos livros da Jojo, pois sou fangirl assumida. Contudo, na hora de comprar esse livro não foi a autora ou a premissa que me fez comprar esse livro e sim, a capa. Adoro livros de capa bonita! E a Intrínseca conseguiu manter o padrão das outras capas, e ainda dá um tom diferente e incrível a essa capa. Porém, um livro é muito mais do que só a capa, mas é aquele "ditado" né? Jojo é Jojo! Haha. E inovou mais uma vez.

Os personagens dessa história são desagradáveis no começo, salvo pouquíssimas exceções. Matt é tão cego por vingança que isso consome qualquer coisa boa que possa ter existido nele. Laura é uma esposa "cuscuz", sabe dos podres do marido, contudo prefere abafar o assunto e fingir que tudo está bem. Além disso, o relacionamento deles não é muito saudável e prejudica o filho. 

Isabel se perdeu por tantos anos na música que não tem senso de responsabilidade, ela ficava esperando que alguém de alguma forma resolvesse os seus problemas. Foi uma personagem que me irritou muito no começo, mas que teve uma enorme evolução no decorrer da história e que conseguiu se redimir de seus erros passado, é necessário alguma dor para crescermos no final das contas.
Byron é o único que tem um passado "vergonhoso", porém me agradou logo de cara. Todos os julgavam por conta de seu passado, não paravam para entender as circunstâncias ou conhecê-lo de fato. Ele só tinha um único defeito: a autosabotagem. Byron não conseguia aceitar que tudo poderia dar certo em sua vida e por isso se resignou a uma vida indigna. Graças a Zeus que ele sofreu uma mudança de atitudes.

A Jojo vai trabalhar em assuntos como luto, complicações no passado, vingança, família e amor. É impossível não se identificar com algumas das características dos personagens. Afinal, quem nunca sofreu e tomou decisões erradas quando magoado? Quem nunca depositou toda sua fé numa coisa/pessoa/situação e acabou quebrando a cara? O modo como a autora utiliza situações para falar de coisas que podem ocorrer no nosso cotidiano é encantadora. Porque além de trazer a sensação de intimidade, nos faz ver como as pessoas podem lidar com essas situações.

O modo como cria e desenvolve tanto os personagens, quanto os cenários desse livro são um ponto fortíssimo da leitura. Aliados a uma narrativa fluída, uma escrita detalhista, mas ao mesmo tempo leve tornaram O Som do Amor um excelente livro. No entanto, o que realmente rouba a cena é a forma como nos sentimos diante dessa história, eu poderia tentar explicar para vocês, mas pode ser que tenhamos ponto de vista diferentes, então a única coisa que posso dizer é: LEIAM!


Beijos e até o próximo post!

16 comentários:

  1. Ola
    Jojo Moyes é maravilhosa e imagino mesmo que os detalhes devem fazer toda a diferença nesse enredo, desde personagens até o cenário. Acho muito legal esses elementos aos quais ela trabalha porque justamente o leitor consegue se identificar com algum traço, sem contar que pode nos fazer refletir né?! Espero poder fazer essa leitura logo... o livro esta na minha lista de desejados há um bom tempo!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    Amo os livros da Jojo mas começaram a sair tantos de uma vez que me perdi e dei um tempo na leitura deles.
    Esse tem uma capa maravilhosa e o enredo muito me traem.
    Me fixei na sua frase "Quem nunca depositou toda sua fé numa coisa/pessoa/situação e acabou quebrando a cara?" Acho que preciso ler esse livro agora! Exatamente uma situação que passei e preciso ainda me recuperar. Quem sabe as palavras da Jojo não acalmam o coração aqui. rsrsrs

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  3. Li poucos livros da autora, foram tantos lançamentos de uma vez que eu fiquei perdida, então apesar de ter gostado dos que li (exceto Depois de você, que foi desnecessário), e gostado da premissa desse, não sei quando lerei, pois tô focando mais em outros gêneros no momento.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bme?
    Tá na minha lista da Jojo esse livro, acho que vou aproveitar muito a leitura pois né, como você disse, Jojo é Jojo! Amo os livros dela perdidamente e com certeza todos nos trazem mensagens e temas que deveriam ser tratados com mais frequência. Essa é uma das capas mais lindas que já vi dos livros dela!

    ResponderExcluir
  5. Assim como você, eu também sou muito fã da Jojo Moyes e claro, esse livro aqui foi uma leitura maravilhosa pra mim. Acho que ela desenvolve os personagem de um jeito que nos causa a impressão que eles conhecem a gente... hahahaha
    Adorei saber que você também gostou do livro.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bom?

    Li Como Eu Era Antes de Você da autora e já virei fã, amei muito a escrita da autora, tanto que quero ler todos os livros dela. Gostei de saber que assim como no livro Como Eu Era Antes de você a autora faz a gente nos identificar com o que os personagens passam, acho que isso que faz com que os livros dela sejam tão bons. Com certeza vou ler esse livro, sua dica me deixou com mais vontade ainda.

    Beijos:*

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Eu acho a Jojo Moyes simplesmente maravilhosa e pretendo ler todos os livros dessa linda. Sou louca para ler esse livro desde o seu lançamento, mas confesso que já vi gente falando que não é um livro tão bom sim. Claro que não quis me aprofundar nesses comentários negativos para não estragar minha experiência, então minha vontade de lê-lo segue firme, só não tive a oportunidade ainda. Gostei muito de conferir suas impressões a respeito da obra, obrigada pela dica!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  8. Olá...
    Adorei sua resenha!
    Esse ano tive minha primeira experiencia com a escrita dessa autora e gostei demais! Fiquei encabulada com a capacidade que ela tem de tocar o leitor, o sentimentalismo em suas obras chega a ser notável e eu sempre me identifico com suas obras... Também sou fangirl de jojo moyes rsrs...
    Ainda não li esse, mas, anotei aqui ;)
    Bjo

    ResponderExcluir
  9. Acredita que ate hoje eu nao li nenhum livro da Jojo? Me mata né?
    Esse livro me chamou muita atenção justamente por causa da capa e tenho que confessar que eu o adquiri sem nem ao menos pensar.
    Sua resenha é a primeira que leio sobre ele e céus... me apaixonei!!!

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  10. Olá ♥
    A Jojo é incrível, não é? Ainda não li esse livro, mas tenho ele em casa e espero ler logo. A única coisa que me preocupa é que os personagens são desagradáveis no começo. A ideia de um personagem cego por vingança me agrada de verdade.
    Espero ler e curtir esse livro.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Então, eu nunca li nada da Jojo Moyes por incrível que pareça, nunca vi um livro dela que me interessasse tanto a ponto de lê-lo, mesmo a sua obra mais famosa. No entanto, na sua resenha da pra ver que você realmente gosta do trabalho dela, então fico feliz que gostou desse livro. A sua resenha está maravilhosa aliás ❤️

    Um beijo

    ResponderExcluir
  12. Eu adoro perceber o que você percebeu: Quando os personagens são bem construídos.
    Relatar de forma diferente cada personagem não é algo tão fácil, né?
    Adoro uma escrita minuciosa.
    Amei o nome do livro e também achei a capa incrível.
    O único livro que li da Jojo foi o sucesso dela: “Como eu era antes de você”
    Fiquei super curiosa pra conferir essa história, só pela forma de como você falou dela.
    Gratidão pela dica! Sucesso!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  13. Oi :)

    Infelizmente não compactuo da sua adoração pela autora, pois acho que ela é uma autora de um livro só, tipo John Green. Li CEEADV e amei e fui sedenta em cada lançamento, e en cada um era um balde de água fria. Depois de tentar mais três vezes, desisti.
    Quando estamos aborrecidos geralmente tomamos decisões precipitadas e achei legal isso ser abordado, mas não lerei o livro... desisti dela! Hahaha
    Que bom que gostou.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá!

    Esse livro me chamou atenção mais por sua resenha, que apesar de deixar um pouquinho de confusão por conta de um errinhos, está muito boa me fez ter vontade de lê-lo.

    A história parece muito interessante, algo que conseguiria me prender. Irei lê-lo quando for possível para ver se gosto ou não.

    ResponderExcluir
  15. Oi,
    eu ainda não li nada da Jojo não por falta de vontade mas por falta de tempo mesmo. Também são tantos livros bem falados quem nem sei direito por onde começar, na verdade nem tenho nenhum livro dela ainda, porque estou estou me dedicando a completar as séries que já tenho na estante e por isso estou evitando comprar qualquer outro livro que não se encaixe nessa categoria, está sendo bem difícil mas estou conseguindo manter, então provavelmente só vou ler algo dela no próximo ano.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Eu nunca li nada da Jojo, mas pela sua resenha dá pra perceber que ela sai de um enredo que poderia ser clichê nas mãos de outros autores e coloca um rumo inesperado na história, fazendo com que os personagens passem por várias provações que mudam seu jeito de pensar e viver.
    Com certezza é uma leitura incrível

    ResponderExcluir

© Entre óculos e Livros - Todos os direitos reservados.
Criado por: Thayanne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo